portal Casa e Cia
Casa&Construção  
 
Reportagens

Mais vida para a sua casa
Saiba como construir um espelho-d'água, elemento de paisagismo que pode trazer bem-estar, frescor aos espaços e também boas energias

Renata Ramos


Divulgação / Kolorines
O destaque deste espelho-d'água é a imponente queda-d'água. No interior, o arquiteto paisagista Benedito Abbud usa pastilhas de vidro da Kolorines nas cores verde-caribe e verde-esmeralda.


Divulgação / Ecovalle
As pedras esculturais conferem elegância ao espelho-d'água com vista para a paisagem. Na construção, a terra escavada foi revestida com manta de EPDM, para garantir uma impermeabilização eficiente.

Usados em ambientes externos ou internos, os espelhos-d'água transcendem a estética: umidificam a área, inspiram bem-estar e, principalmente, conferem vida ao espaço, permitindo o cultivo de plantas aquáticas, peixes e outros animais. "Eles são feitos de formas, tamanhos e acabamentos os mais variados. Podem ter bordas retas (formais), receber pedras em toda a borda (orgânicos) ou ainda mesclar partes retas e orgânicas (mistos)", explica a arquiteta e paisagista Carol Ribeiro. "O planejamento também é fundamental para adequar o espaço ao tamanho do espelho-d'água, criando harmonia com o restante da arquitetura."

 

 

 

Divulgação / Kolorines
Bicas, pedras moledo e pastilhas de vidro verde-caribe da Kolorines compõem este espelho-d'água. Nele, as arquitetas Mariana Abbud e Cecília Piraja ainda trabalharam com iluminação subaquática.

 

Divulgação / Ecovalle
O colorido das carpas e outras espécies complementa os espelhos- d'água de formato orgânico da Ecovalle construídos no exterior das residências. O de baixo tem dois níveis de profundidade, separados por grandes pedras.

 

Divulgação / Ecovalle

Cuidados na construção
Espelhos-d'água podem ser implantados em qualquer terreno, desde que haja estudo do solo e base adequada para sua execução. Também é necessário instalar pontos de água, luz e dreno, além de providenciar uma boa impermeabilização da área. Por isso, é importante envolver no projeto engenheiros, arquitetos e uma equipe especializada no assunto.
Segundo o diretor da Kolorines Tecnology Arnaldo Serra, "um espelho-d'água pode ser apenas escavado ou ainda construído em alvenaria ou concreto armado, no próprio terreno ou acima dele".
Quando parte da borda for reta, deve- se recorrer à alvenaria simples, apenas para sustentação da água. Depois, coloca-se a manta de Etileno Propileno Dieno Monômero (EPDM), a fim de garantir a melhor impermeabilização. "Se o projeto for orgânico, o ideal é optar primeiro pela manta geotexil (bidim), e depois pela manta de EPDM, sem a necessidade de executar alvenaria", ensina o diretor da Ecovalle Lagos Ornamentais Carlos Carpinelli Favale, que também recomenda evitar aterros ou, em caso de serem utilizados, assegurar que estejam bem compactados.

Providências importantes
Lembre-se de prever pontos de água, luz e dreno para depois não haver eventuais quebras de piso ou parede. "Reserve também um local para a casa de máquinas e analise ainda se a estrutura do cômodo suportará o peso da água", alerta Serra. Quanto às medidas, não existem regras. Tudo dependerá do espaço e da verba para a construção. "Fique atento à quantidade de peixes. Aconselho calcular 40 cm de carpa (tamanho de uma carpa adulta grande) por m²", sugere Favale. Serra orienta, ainda, uma profundidade mínima de 60 cm para os espaços destinados à criação de peixes. "Se não houver espécies animais, ele pode variar bastante, começando por 10 cm de profundidade", acrescenta o diretor da Kolorines.

 

 

 

 

<

Divulgação / Ecovalle
A varanda da cobertura ganhou um espelho-d'água revestido externamente com o mesmo material do piso para integrar-se totalmente ao ambiente. O projeto custou, aproximadamente, R$ 8 mil.

 

Divulgação / Ecovalle Divulgação / Ecovalle
A iluminação noturna instalada sob a água e no paisagismo cria um belo efeito cênico e destaca o contorno formal do espelho-d'agua da Ecovalle construído com paredes de alvenaria e revestido com manta de EPDM. O espelho-d'água suspenso da Ecovalle foi executado com estrutura de alvenaria na varanda do apartamento. A construção moldou a terra no interior do reservatório. Para decorar, foram instaladas tábuas de madeira e pedras.

 

 

Revestimentos e acessórios
A alvenaria, devidamente impermeabilizada, pode receber acabamentos como pedras, cerâmicas, pastilhas de vidro ou pintura. "Em alguns casos, utilizam-se pedras e areia nas bordas sobre manta asfáltica para um resultado mais natural. Em outros, revestimentos cerâmicos e elementos como pastilhas coloridas, que podem resultar em um belo visual", conta a arquiteta Carol Ribeiro.
Favale lembra que, na parte externa, podem ser colocados mármore, madeira, pedras de granito ou pastilhas. "Já internamente, não aconselho usar revestimento em contato com água, pois, com o tempo, a área ficará inevitavelmente verde." Para caprichar um pouco mais no visual, opte por acessórios diferenciados, como fontes, luminárias subaquáticas, cascatas e jatos, encontrados nas lojas especializadas em produtos para piscinas.

Espécies de plantas e animais
Papiros, flor-de-lótus, alface-d'água e ninfeias são algumas das muitas espécies que podem estar nos espelhosd'água. Verifique apenas quais peixes serão colocados, pois alguns vão gostar de se alimentar com elas. Uma dica é colocar neles primeiro as plantas, assim os animais depois se adaptam a um habitat já formado.
Muito utilizadas para esse fim, as carpas possuem bela coloração, movimentos leves e resistência a temperaturas e doenças. Fáceis de domesticar, auxiliam na limpeza "levantando" a sujeira do fundo e comendo algas que se formam nas paredes. "Dê preferência às carpas nishikigois, que são bastante longevas. Além disso, trazem uma curiosa simbologia sobre a superação dos desafios, pois nadam contra a correnteza", esclarece Favale.

 

 

 

<

Divulgação / Kolorines
Nesta cobertura, o arquiteto paisagista Gilberto Elkis optou pelo granito preto para revestir as bicas e pelas pastilhas da Kolorines, 2 x 2 cm, na mesma cor, para o interior do espelho-d'água.

 

Manutenção
Com testes simples, medir o ph e a amônia da água e trocar a manta quando necessário são os principais cuidados que um espelho-d'água requer. Por fim, será necessário prever equipamentos como filtros (orgânicos ou mecânicos) e bombas-d'água para a manutenção da água. "Eles evitam que a água fique parada e, com isso, a proliferação de mosquitos, o que pode também ser reforçado pelo uso de produtos específicos para esse fim", explica Carol. "Recomenda-se ainda a limpeza para retirada das folhas e o não entupimento da bomba de circulação", completa.
Existem diversos tipos de equipamentos e formas de se tratar a água de espelhos-d'água, de acordo com sua configuração. "Quando não há vida aquática (espécies de peixes e plantas), a água pode ser tratada como a de uma piscina, com filtro de areia ou de cartucho e a adição de produtos químicos (cloro, redutor de ph, barrila etc.). Há também a possibilidade do uso de lâmpada ultravioleta, ionização e ozonização", explica Arnaldo Serra. Se houver pedras soltas dentro do espelho-d'água, estas deverão ser retiradas e lavadas, pois, com elas, não há como fazer a aspiração do fundo para retirar a sujeira. Mas atenção: nos espelhos-d'água com vida aquática não se pode adicionar nenhum produto químico; geralmente usa-se filtro biólogico, lâmpadas UV (que, bem dimensionadas, evitam a proliferação de algas pela fotossíntese), ozônio, e os próprios peixes se encarregam de fazer a faxina.

 

Anote

Quando for decidir o tipo de equipamento de tratamento de água a ser instalado, saiba que:
Lâmpadas Ultravioleta - Emitem raios UV que destroem com eficácia uma grande variedade de micro-organismos da água.

Ionização - Mata algas, bactérias e vírus pela emissão de íons de cobre e de prata.

Ozonização - É a injeção de Ozônio na água, reconhecido como poderoso desinfetante e antioxidante, que mata ou inativa micro-organismos como os protozoários e vírus. No final da reação de oxidação o Ozônio produz Oxigênio, o que é excelente para o meio ambiente.